6º Encontro de Violas d’Arco Porto 2011

Contou com o apoio e colaboração da Casa da Música no Porto, bem como com o empenho de mais cerca de 40 violetistas profissionais e professores de mais de 40 escolas de música de todo o país e com a participação de 321 violetistas de todas as idades.
Em 2011 a APVdA aliou-se ao facto de neste mesmo dia 19 de Março, às 18h00 a violetista Kim Kaskashiam se apresentar a solo com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. No seguimento desta coincidência, foi com enorme prazer que todos os violetista participantes no 6º Encontro de Violas  tiveram a oportunidade de ouvir as belas palavras dirigidas pela violetista Kim Kaskashiam a todos os presentes numa sessão que lhes foi especialmente dedicada.
Como momento alto do dia foi possível assistir à apresentação da maior Orquestra de Viola d’arco do mundo dirigida pelo maestro Pedro Neves, feito atestado oficialmente pelo Guiness Book of Records.
Toda a atividade se encontra registada em DVD editado pela APVdA.

mais fotos

5º Encontro de Violas d’Arco Paços de Brandão 2009

Em 2009, o 5º Encontro de Violas d’arco Paços de Brandão 2009 teve a Academia de Música de Paços de Brandão como escola de acolhimento e foi organizado em parceria com a recentemente criada APVdA – Associação Portuguesa da Viola d’Arco bem como com a fundamental colaboração e empenho de muitos professores de viola d’arco de várias escolas. Como sempre, contou também com a participação e colaboração activa de muitos violetistas profissionais e amadores bem como outros apaixonados pelo instrumento. É de referir que teve como convidado de honra o violetista Avri Levitan, que foi possível ouvir tocar integrado no concerto de abertura bem como integrou a Orquestra de Violas composta por 176 violetistas de todas as idades e dirigida pelo maestro Luís Carvalho.

 

mais fotos

4º Encontro de Violas d’Arco Maia 2007

Nesta edição foi inaugurado o uso do nome Encontro de Violas d’arco como sinónimo de uma actividade destinada aos 119 violetistas de várias escolas do país que participaram bem como aos 195 amigos da viola que estiveram presentes.
Também não podemos esquecer que foi neste 4º Encontro que foi estreado o Bratschy Mambo! Dirigido pelo maestro António Sérgio.
Foi no palco de 4º Encontro que foi feito o compromisso público por parte dos professores com alunos participantes, de constituírem uma associação com o objectivo de  divulgar e promover o instrumento Viola d’arco.

mais fotos

3º Encontro de Violas d’Arco Porto 2005

A sua organização e acolhimento foi da responsabilidade do Conservatório de Musica do Porto. Importa referir que teve como convidado de honra o violetista José Luís Duarte que, apesar de ausente por motivos de saúde, foi homenageado tendo sido feita uma apresentação de gravações suas bem como dados a conhecer momentos relevantes da sua vida artística.

mais fotos

2º Encontro de Violas d’Arco Aveiro 2003

Foi inaugurado um formato que viria a ser a marca de todos os Encontros seguintes, ou seja a par das actividades semelhantes às do 1º Encontro, cada encontro passou apresentar um pequeno concerto pela Orquestra de Violas composta por todos os violetistas presentes no Encontro. A criação desta actividade teve o objectivo de dar a todos os participantes a oportunidade de sentir o prazer de fazer música em conjunto. Para tal, foram escolhidas algumas peças para serem executadas por todos os violetistas na Orquestra de Violas. A direcção desta primeira orquestra foi da responsabilidade do violetista convidado, David Loyd.

mais fotos

1º Encontro de Violas d’arco Braga 2001

Os Encontros de Violas começaram por ser os Encontros de Classes de Viola d’arco dos quatro Conservatório de Musica públicos existentes a norte de Coimbra.
Nesse dia participaram as classes do Conservatório de Musica Calouste Gulbenkian de Aveiro (Prof. Hazel Veich) , Conservatório de Musica Calouste Gulbenkian de Braga (Prof. Luís Norberto Silva), Conservatório de Musica de Coimbra (Prof. Francisco Moreira e Prof. Theo Elegiers) e Conservatório de Musica do Porto (Prof. Jean-Loup Lecomte).
Com este primeiro Encontro os professores destas escolas, todos eles membros do naipe de violas da Orquestra Nacional do Porto, pretenderam proporcionar a cada aluno das suas classes, bem como às suas famílias, um dia diferente, de partilha musical, cultural e social.
O dia começou com um pequeno concerto de ensemble de violas composto pelos professores das classes dos participantes. Para representar os 35 violetistas presentes foi organizado um pequeno concerto onde tocaram uma selecção de solistas das 5 classes. A par destas apresentações realizou-se uma sessão de divulgação de discos de música para Viola, uma palestra sobre a viola e uma mesa redonda com a participação dos encarregados de educação dos jovens violetistas.

mais fotos