Antonio Rolla – “Idylles”

Antonio Rolla – “Idylles” para Viola solo

Notas ao programa

Giuseppe Antonio Rolla (Parma, 18 de Abril, 1798 – Dresden, 19 de março, 1837) foi um violinista e violetista virtuoso e compositor italiano. Antonio Rolla estudou violino com o seu pai, o compositor Alessandro Rolla. Em 1803 a família mudou-se para Milão, onde Antonio começou a trabalhar com tenra idade. Ele integrou o Teatro di Pavia como violinista na primavera de 1807 mas perdeu o posto de trabalho com a queda do Império Napoleónico em 1814. Nunca tendo perdido o contacto com a sua cidade natal, Rolla apresentou um concerto no Teatro Ducale em Parma em 11 de Junho 1818. Numa carta escrita em 1820, Niccolò Paganini elogiou as capacidades de Rolla depois de terem tocado duetos de violino. Em 1821, Rolla tornou-se o concertino do Teatro Comunale de Bolonha e atuou juntamente com o seu pai no Teatro alla Scala de Milão em 1823. No mesmo ano, ele aceitou a posição de concertino na Staatskapelle em Dresden por recomendação de Paganini. Rolla contraiu uma doença em 1836 e morreu no ano seguinte, com 38 anos de idade. Rolla foi altamente elogiado como instrumentista e compôs várias obras, nomeadamente para violino e viola, das quais as mais importantes são o 6 Piccole pastorale (6 Idylles) para viola solo (1836-1837).

Augusto Vismara